Compartilhe isto

Blog

Verão Inesquecível na África do Sul!

por
em segunda-feira, novembro 5, 2018

 

A África do Sul é um país incrível e rico em diversidade, que atrai cada vez mais turistas vindos do mundo inteiro. Também chamado de Nação Arco-Íris, mescla paisagens maravilhosas, que variam entre praias paradisíacas, vinícolas de alta qualidade, trilhas montanhosas, grandes metrópoles e safaris selvagens. Além disso, a simpatia e alegria que transbordam do povo nativo torna toda a experiência ainda mais marcante.
Por estes e vários outros motivos, esse destino é uma das melhores opções para aproveitar as férias de verão – seja com amigos, família ou até mesmo sozinho!

 

 

Um dos roteiros mais bacanas da África do Sul é a bela Rota Jardim (Garden Route), um percurso de cerca de 200 quilômetros através da costa sul Africana, que começa próximo a Cape Town e vai até Storms River, percorrendo cenários encantadores de rio, mar, montanhas, praias super convidativas e cachoeiras.

Em janeiro e fevereiro, o clima quente com dias longos é perfeito para visitar a região e passear por Cape Town, apesar da possibilidade dos ventos do sul darem as caras. Março é um período excelente para esta viagem, pois as chances de chuva são quase nulas!

Você também não pode deixar de experimentar um safari pelo Kruger National Park, considerado por muitos a melhor experiência de vida selvagem do país. Localizado na província de Limpopo, o parque foi criado em 1898 e abrange quase dois milhões de hectares protegidos da savana Africana, um dos mais importantes do mundo. São mais de 654 espécies animais conservadas ali!

 

 

Janeiro traz temperaturas altas e dias ensolarados no Kruger, apesar das dispersas chuvas tropicais que se permanecem em fevereiro. Esta é a época em que o bush está mais verdinho, espesso e bonito! A visibilidade do safari torna-se um pouco mais difícil, mas os pássaros migratórios estarão na região e as águas de superfície abundantes.

Em março, as árvores carregadas de frutas começam a perder suas folhas. O fim da temporada traz melhoras na visibilidade do bush e a despedida dos pássaros migratórios, que começam a deixar a região.

 

– Bianca Mori

 

“Mamma Mia! The Movie”(2008) é uma adaptação do musical homônimo escrito por Benny Andersson e Björn Ulvaeus. A sequência, “Mamma Mia! Here We Go Again”, chegou aos cinemas em agosto de 2018.

 

Grandes hits do grupo musical ABBA, paisagens apaixonantes e um elenco talentoso (coroado por ninguém menos que Meryl Streep) tornaram o filme “Mamma Mia!”, de 2008, um enorme sucesso. A sequência “Mamma Mia! Here We Go Again” foi lançada recentemente, e tem sido igualmente aclamada.

As belas ilhas gregas que abrigam os cenários escolhidos à dedo para o filme agora podem ser visitadas a bordo de um romântico veleiro, em um itinerário de 7 dias através do Mediterrâneo Oriental!

 

Ilha de Skiathos.

 

Você se encantará ao conhecer Skiathos, com suas diversas praias douradas, perfeitas para relaxar ao sol ou mergulhar. Aqui,visitaremos a torre do relógio onde Sophie (Amanda Seyfried) enviou suas cartas e o icônico porto onde os três pais, Harry (Colin Firth), Bill (Stellan Skarsgard) e Sam (Pierce Brosnan), se encontram pela primeira vez.

Capela de Agios Ioannis – Skopelos.

 

A ilha de Skopelos é o lar dos pontos mais marcante dos filmes: a pequena capela de Agios Ioannis, onde se passa a cena do casamento de Sophie, e a vista do hotel “Villa Donna”, que foi mesclada com cenários de estúdio no longametragem. Também é aqui que conheceremos a bela praia de águas turquesas onde as musicas “Does Your Mother Know”, “Lay All Your Love On Me” e “I Have a Dream” foram cantadas.

Além dos destinos cinematográficos, o roteiro inclui uma passagem pela capital grega de Atenas, a praia turca de Dikili, a cidade de Myrina – na ilha grega de Limnos – e a ilha grega de Poros.

Durante o período de navegação, você desfrutará de acomodações espaçosas, duas piscinas magníficas, bares tropicais e decks expansivos. Uma experiência imperdível!

 

Roteiro espetacular a bordo do Star Flyer.

 

Saídas para 2019 (a partir de US$1.730 por pessoa*):

  • 18 de maio;
  • 8 de junho;
  • 29 de junho;
  • 17 de agosto.

*Valores por pessoa em ocupação dupla, em dólares americanos. Itínerário sensível ao clima e, portanto, passível de cancelamento sem aviso prévio. O capitão se reserva o direito de alterar o itinerário devido ao vento, clima ou condições locais. Viagens aéreas não inclusas. Outras restrições de ar se aplicam. Entre em contato com para mais detalhes.

 

– Bianca Mori

 

Pantanal – Refúgio Ecológico Caiman

por
em quinta-feira, maio 25, 2017

“Acabamos de voltar do Pantanal e vamos contar aqui, um pouquinho como foi essa viagem tão especial. Quem nos mostrou esse paraíso brasileiro foi o Refúgio Ecológico Caiman, a convite da Sul Hotels!

Captura de Tela 2017-05-25 às 09.45.15

Eles estão localizados no Pantanal Sul, próximo a cidade de Miranda no Mato Grosso do Sul, a 3h ou 4h de carro de Campo Grande – o aeroporto mais próximo dali. O caminho é feito na maior parte pela rodovia, e os últimos 36km, parecem um pouco mais longos, pois é estrada de terra. (mas quem sabe, você já não tem a sorte de cruzar com algum animal no caminho, e começar seu safari ali mesmo).

Captura de Tela 2017-05-25 às 11.02.28

 O hotel nos leva pra fazer safári pela manhã, a tarde e tem também a focagem noturna, pra ir atrás dos animais de hábitos noturnos. São diversas espécies de pássaros, de todos os tamanhos, cores e belezas, como jacarés, capivaras, antas, macacos, jaguatiricas, e claro, a grande estrela dali, a onça pintada – o maior predador do Brasil. Os passeios começam cedinho, então da tempo de conhecer todas as maravilhas do destino. Mas a gente sempre volta pro aconchego do hotel, para o almoço e para o jantar, que aliás são deliciosos. 

Foto do grupo o truck

O hotel é cheio de charme e requinte, mas sem perder a sua essência, que é oferecer uma experiência de viagem que fique marcado pra sempre na memória. E foi o que aconteceu. Conhecemos um pouco da cultura pantaneira, a vida dos locais que vivem nas fazendas lidando com o gado (sabia que eles até tem uma linguagem de comando especial? Incrível), falar um pouquinho com eles e ouvir alguns “causos”, e tomar o café da manhã com eles, um arroz carreteiro delicioso com ovo, que é pra dar energia pra aguentar o dia de trabalho. Mas logo depois voltamos pro nosso safári à procura da onça.

Captura de Tela 2017-05-25 às 11.08.46

Conhecemos também o projeto criado pelo hotel, o Onçafari, responsável pelo monitoramento e preservação da espécie na região, que sempre foram e ainda são muito ameaçadas pela caça de retaliação, preventiva e/ou esportiva. Eles tem tido bastante sucesso, pois além de cuidarem das que ali vivem, conseguiram até reintroduzir dois filhotes de onças que perderam a mãe, resgatadas de outro lugar, e foram reintroduzidas no Pantanal após uma cuidadosa adaptação. Hoje elas andam por ali bem adaptadas e com seus filhotes. Se quiserem saber um pouco mais, A BBC fez um documentário recentemente que conta como foi esse trabalho tão bonito – Jaguar: Brazil´s Super Cats.

Captura de Tela 2017-05-25 às 11.25.12

Depois de conhecer mais sobre o projeto, saímos com a equipe para fazer o Onçafari. Já era nosso último dia e última chance de encontrá-la. Recebemos o aviso pelo rádio que a Isa (cada uma é carinhosamente nomeada pelos biólogos) estava caminhando ali por perto. Saímos depressa pra chegar perto de onde ela estava. Ficamos ali parados por quase 2h. Já era noite, mas valeu a pena. Ela apareceu e foi emocionante. Uma experiência e tanto.

Captura de Tela 2017-05-25 às 11.28.43

E pra fechar com chave de ouro, jantamos um típico churrasco, com direito a musica ao vivo em meio a uma decoração incrível, com muitas lanternas e lampiões iluminando o galpão da fazenda.

O Brazil tem destinos incríveis e é realmente surpreendente. Que tal explorar um pouquinho mais de nossas belezas?”

Captura de Tela 2017-05-25 às 11.42.46

 

– Mariana Almeida

 

Fotos: Carol Passarinho, Ana Junqueira e Refúgio Ecológico Caiman

Atacama

por
em sexta-feira, abril 7, 2017

“Estou encantada com a diversidade e a beleza das paisagens no Atacama:
Vulcões, canyons, salares, gêiseres, montanhas esculpidas pela água e pelo vento, dunas, rios, finais de tarde incríveis, uma explosão de cores a todo momento… Um verdadeiro espetáculo da natureza!
Amei explorar cada um destes lugares das maneiras mais variadas: treking, bicicleta, cavalo, balão…
Vim para ficar 7 dias, já estiquei para 10 e sei que vou voltar!

Aqui estão alguns dos passeios que mais gostei:

Salar do Atacama:
Caminhamos entre estas lagoas, observando uma paisagem de tirar o fôlego e flamingos na água ou voando. Aconselho fazer este passeio no final de tarde, pois o por do sol é maravilhoso e os flamingos levantam vôo para se recolherem.

Captura de tela 2017-03-28 09.42.54

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Termas Puritama:

Fizemos um hiking por uma trilha bem bonita, chamada Guatin – Puritama, onde tinham vários cactus bem interessantes, alguns gigantes. No final, chegamos em umas termas que formam piscinas. Uma destas piscinas é exclusiva do nosso hotel, onde fomos surpreendidos com um super piquenique. Foi uma delicia mergulhar na piscinas depois da caminhada e relaxar nas espreguiçadeiras instaladas pelo Explora.

IMG_4220

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Kari:
Este foi um dos meus passeios favoritos! Começamos a caminhada pelo Vale de la Luna que abriga uma paisagem incrível! Seguimos por um canyon nas montanhas de Sal, formado pela erosão da água em um terreno sedimentar de sal. As laterais eram paredes imensas com formações lindas! Como tem formações de sal muito delicadas, não é sempre que está aberto a visitação. Tivemos o privilégio de poder fazer este passeio, que só é permitido aos hóspedes de alguns hotéis. A cereja do bolo, foi a lua cheia que apareceu atras das montanhas no final de tarde!

Captura de tela 2017-04-07 11.38.08

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Gêiseres:
Inicialmente achei que poderia ser um pouco longo a caminhada de 2 horas para ver os Gêiseres, mas o caminho era lindo e diferente das paisagens que tínhamos visto nos dias anteriores, pois como eles estão em alta altitude, a paisagem, flora e fauna são bem diferentes. Vimos lhamas, vicunhas e campos verdes que contrastavam com a aridez da altitude mais baixa. Caminhamos entre os Géiseres e é uma experiência incrível sentir esta força da natureza que vem do centro da terra.

Resultado de imagem para geysers atacama

Pedalada pelo Vale da Morte:
Que lugar incrível! Fomos em um final de tarde, quando tem menos turistas e exploramos de bicicleta. Passamos por lugares onde carro não chega, então não tinha absolutamente ninguém. São formações lindas que a água escavou na pedras vermelhas. Amei!

Captura de tela 2017-04-07 11.50.08

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Guatin – Punta del Inca:

Trekking pelo vale de um rio, onde passamos pelas pedras das margens e muitas vezes tivemos que cruzar o rio de um lado para o outro, pulando pelas pedras: uma aventura que vale a pena pela beleza da paisagem, que vai se descortinando a cada curva do rio.

Captura de tela 2017-03-28 11.02.54

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Salar de Tuiatos e Salar de Pedras Calientes e Pedras Vermelhas:

Saímos de carro do Explora para um passeio de dia inteiro pelo “highland”, assim chamado, pois é uma região que está a cerca de 4.400m.
Paisagem bem diferente da região mais baixa, que é mais árida. Esta região mais alta, tem uma paisagem mais verde, com campos amarelos, montanhas e animais de altitude.
Visitamos o Salar de Tuiatos e o de Pedras Calientes, onde tem as pedras vermelhas que contrastam com o branco do salar e o azul do céu, fazendo uma belíssima explosão de cores.
Para nosso almoço, o Explora montou uma mesa em frente a lagoa com uma comida deliciosa. Foi mágico!

Captura de tela 2017-04-07 12.01.56

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Trekking de Cuchabrache:
Passeio que durou cerca de 3 horas, caminhada com vistas bem bonitas da Cordilheira del Sal. Vimos pedras diferentes como as Litofisas, que se formam a partir das cinzas do deserto, são extremamente arenosas e se desmancham com o atrito e também algumas inscrições antigas em pedras, chamadas Petroglifos.

Captura de tela 2017-04-07 13.29.14

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Trekking par ver a Cordilheira do Arco-íris: São formações rochosas de diferentes origens, que formaram montanhas com fatias de diferentes cores. Fizemos uma caminhada de umas duas horas, chegando no alto de uma montanha, que tinha vista privilegiada destas formações rochosas. Vale a pena fazer no final de tarde, pois a luz ressalta a beleza do colorido da rocha.

Captura de tela 2017-04-07 14.38.01

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Cavalgada nas Dunas de Chula:
Os cavalos do Explora são excelentes! Fizemos um passeio bem bonito em um final de tarde nas Dunas de Chula.

Captura de tela 2017-03-28 11.00.43

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Passeio de balão:
Saímos bem cedo, em torno das 5h da manhã. O vôo foi espetacular, e onde pudemos observar o sol nascendo e iluminando as belas formações da natureza do Atacama.

Captura de tela 2017-03-28 10.12.53

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Hotel Explora:

Parte social do hotel é linda! Tem uma arquitetura contemporânea muito bacana. O lounge é super gostoso, com um grande bar (que por sinal é open bar), onde os hóspedes costumam se reunir no final do dia e entre uma e outra margueritas, trocávamos impressões das nossas experiências ao longo do dia.

O nome do hotel não poderia ser mais apropriado, pois seu foco são as explorações e atividades. E era isso que minha família e eu estávamos buscando nesta viagem: Explorar a fundo a natureza espetacular do Atacama, com diversas atividades.
Na chegada ao hotel, tivemos uma apresentação sobre a região e já um pequeno briefing sobre as possibilidades de explorações. Todas as noites, os guias estavam a disposição para conversar com cada hóspede, para nos ajudar a definir a programação do dia seguinte. Determinados programas são em altitude e é importante se programar para fazer aclimatação, o que significa ir fazendo atividades com um aumento gradual da altitude para facilitar nossa adaptação.

A piscina do hotel é linda, na verdade são quarto piscinas em sequencia no meio da natureza.
O spa também é uma delicia. Depois de um dia de bastante atividade, nada como cuidar do corpo com uma boa massagem.”

DSC_7940-635x422

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

– Marcia Lucas