Tags

Posts relacionados

Compartilhe isto

Inspire-se

Um destino ainda pouco explorado, mas que abriga muita cultura, belas paisagens e um povo divertido e hospitaleiro. Terra do famoso imperador Gengis Kan (esse é um nome que você vai ouvir muitas vezes lá), o país, hoje livre, teve que declarar independência da China duas vezes, a maioria da sua população é nômade e vive em gers (casas típicas da Mongólia) e a religião predominante é o Budismo. Também é o país com a menor densidade populacional do mundo, por isso não estranhe, se não encontrar muitas pessoas nas ruas (Risos).

 

Conheça a capital Ulan Bator e suas principais atrações, como o Monastério de Gandan do século XIX, que é todo revestido de ouro. Se aventure pelas florestas distantes do país, descubra o parque nacional Khustain Nuruu, ande a cavalo, contemple as paisagens do Deserto de Gobi, faça passeios de camelo e, é claro, se estiver por lá em Julho, não deixe de conheçer e apreciar o Festival Naadam!

 

Naadam Festival

 

Esse festival é uma espécie de Olimpíadas da Mongólia, que se repete anualmente há milênios e que relembra as guerras antigas! Ele acontece no meio de julho e é formato por competições de arco e flecha, corrida de cavalo e luta típica, que são considerados os esportes da sabedoria, coragem e da força.

 

Deserto de Gobi

Um extenso deserto situado na região sul da Mongólia e conhecido no mundo da Paleontologia, pela riqueza e qualidade das suas jazidas fósseis. Ele também é considerado um dos maiores sítios paleontológicos do mundo com fósseis petrificados a céu aberto.

 

 

Fotos